quinta-feira, 29 de setembro de 2011

TRÊS É DEMAIS (Rushmore, Estados Unidos, 1998)




Meu interesse por este filme foi bastante casual. Ele estava passando no canal de filmes da TV e quando comecei a assisti-lo notei algo de peculiar nele. Desde o primeiro momento não consegui parar de assisti-lo. Ele é interessante, divertido, cômico e traz valiosas lições através de um humor negro bastante particular. Neste filme, toda a sua unidade envolve o expectador, que, por sua aparente leveza, só depois se apercebe das várias mensagens que foram passadas. Em resumo, este filme é ótimo! Repleto de particularidades que o deixam original, e com personagens divertidíssimos, esta obra foi a que, despretensiosamente, me viciou em Wes Anderson, fazendo-me lembrar dela sempre sorrindo.

Criterion Trailer 65: Rushmore



Este trailer é sem legendas, mas já dá para perceber o clima do filme.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O LUTADOR (The Wrestler, Estados Unidos, 2008)





Quando eu fui assistir a este filme eu estava curioso, pois já havia escutado alguns elogios sobre ele, especialmente sobre a atuação de Mickey Rourke. Eu queria saber o que estava fazendo o público gostar tanto deste filme, então, levado pelo título e pelo enredo que eu superficialmente tinha escutado, me preparei para ver um filme de luta com cenas de ação. Esse foi um grande erro da minha parte, mas um erro maravilhoso. Mesmo se eu soubesse a profundidade que esta obra alcança, eu, ainda assim, não estaria preparado para o que está retratado nela.

A forma crua, mas sensível em que é apresentado o gradativo isolamento social dos personagens, e a busca deles de encontrar alguém com quem possam, nem que por piedade, dividir seus deprimentes instantes; todo esse conjunto leva-nos a fazer uma auto-análise, fazendo-nos repensar nossas atitudes para com os outros e até no rumo que nossa vida vai tomar. A maneira real e autêntica com que o filme é apresentado não é nem gratuita nem excessiva, pelo contrário, devido a relevância do que é revelado, a exposição desses fatos merece que seja realizada realisticamente para que possamos ver, sem fantasias, o sofrimento dos outros que muitas vezes somos nós quem contribuimos para essa dor. 


TRAILER DO FILME O Lutador (LEGENDADO)

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

CONTROL (Control, Inglaterra, 2007)





Para quem já conhece a banda Joy Division não é preciso muito para despertar o interesse de assistir a este filme. Mas ainda há um grande número de pessoas que, apesar da grande importância no cenário musical que essa banda representa, ainda não tem conhecimento dela. Para essas pessoas devo logo dizer que este filme, apesar de retratar a vida do vocalista dessa banda, não se restringe apenas a isso, nem muito menos agrada somente a quem gosta de Joy Division. Este filme consegue ir além e expõe a história da vida de uma pessoa que, de tanta sensibilidade, sofria com as cobranças e limitações que lhe eram impostas. É uma obra cuidadosamente sensível, apresentada com a fragilidade e força com que essa vida foi vivida, e, por essa intensidade real, nós somos atraídos a ela e desarmadamente ficamos emocionados com seu retrato.

 

Official Control Trailer [Anton Corbijn]



Não consegui o trailer legendado, mas ainda assim é possível ver o teor emocional deste filme.